PREFEITURA CRIA COMISSÃO PARA PROPOR MELHORIAS E TRANSPARÊNCIA NO TRANSPORTE

PREFEITURA CRIA COMISSÃO PARA PROPOR MELHORIAS E TRANSPARÊNCIA NO TRANSPORTE

Após se reunir com vários setores da sociedade, a Prefeitura de Uberlândia, através da Secretaria Municipal de Trânsito e Transportes (Settran), criou a Comissão de Acompanhamento de Serviços Públicos de Transportes de Passageiros por Ônibus. O decreto foi assinado pelo prefeito Gilmar Machado e  foi publicado no Diário Oficial do Município. A novidade foi divulgada em coletiva de imprensa na tarde desta quarta-feira (5), durante anúncio da correção tarifária do transporte coletivo urbano.

A comissão será formada por representantes do poder público, Ubertrans, Associação dos Usuários de Transporte, Sindicato dos Trabalhadores em Transporte, associações de bairro, Diretório Central dos Estudantes da Universidade Federal de Uberlândia, Fiemg, CDL e Movimento por Acessibilidade. “A comissão não é da Prefeitura, e sim da cidade. Essa é uma conquista que foi construída por todos, pois é um clamor antigo da população”, disse o secretário municipal de Trânsito e Transportes, Alexandre Andrade.

Visto que é de responsabilidade do município regulamentar e fiscalizar a prestação e utilização do transporte público em seu território, a proposta de interação entre a comissão e a Prefeitura facilitará os processos de transparência da tarifa de ônibus e de orientação para melhorias no Sistema Integrado de Transportes (SIT). Um dos pontos principais é o acesso aos dados da planilha de cálculos da tarifa e participação na política tarifária do segmento.

Correção tarifária e ampliação de benefícios

A nova tarifa do transporte coletivo urbano passa a vigorar a partir de 8 de fevereiro (sábado). O valor passará de R$ 2,70 para R$ 2,85, o que corresponde à correção baseada nos índices de variação anual do preço do óleo diesel e lubrificantes (25%); variação anual dos preços por atacado de material de transporte (25%); e Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC) que corresponde a 50% do valor de cálculo.

De acordo com o secretário municipal de Trânsito e Transportes, Alexandre Andrade, a administração fez um grande esforço para que a correção da tarifa chegasse a esses valores. A princípio, as empresas de ônibus protocolaram em dezembro passado um pedido para reajustar a passagem em R$ 3,11. No entanto, a Settran avaliou a solicitação e verificou que o reajuste era superior ao previsto na tabela GEIPOT (Empresa Brasileira de Planejamento de Transportes), a qual fixava o reajuste para R$ 2,95, preço também recusado pela Settran. “Estamos fazendo um enorme esforço e basicamente no novo valor incide apenas a correção do INPC, que é na faixa de 5,56%. Estamos garantindo a menor tarifa possível sem precarizar o sistema”, destacou Andrade.

Para ter um baixo valor da tarifa, a Settran vai reduzir em 2% o Custo de Gerenciamento Operacional (CGO) e investir na criação de uma Central de Controle Operacional, disponibilização online dos horários de chegada dos ônibus nos outros terminais e estações, além de construir 75 novos abrigos em bairros como o Morumbi e o Shopping Park.

Novos benefícios aos usuários foram implantados também neste ano. A administração municipal criou a gratuidade no transporte coletivo para idosos de 60 a 65 anos e 50% de desconto na passagem para os estudantes. Outras categorias estudantis foram inclusas no benefício, como os alunos de ensino técnico-profissionalizante e de pós-graduação. Com o desconto de 50% no novo valor, a tarifa estudantil será de R$ 1,42. O preço é 20 centavos mais barato do que o valor cobrado ano passado, quando o desconto era de 40%.

A Settran também deve assinar neste mês a operação de crédito para a construção dos novos corredores e terminais de ônibus de Uberlândia. Está prevista ainda uma renovação da frota de veículos do transporte coletivo. A transparência na mobilidade urbana é outro destaque anunciado pela pasta. Uma página na internet será criada onde os usuários terão acesso a dados relativo ao trabalho da comissão de acompanhamento, custos, receitas e indicadores de qualidade do SIT.

Compartilhe:

CIDADE FUTURA

Atua pelo meio ambiente, mobilidade urbana, acessibilidade e pela culturada bicicleta.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *