COMEÇA PESQUISA ORIGEM E DESTINO COM CICLISTAS DE UBERLÂNDIA

 A segunda fase do diagnóstico para elaboração do Plano Diretor Cicloviário Integrado de Uberlândia começou hoje, 29/09/2016, no cruzamento das Avenidas João Naves de Ávila com Rondon Pacheco, com a realização da pesquisa Origem e Destino dos Ciclistas e o perfil socioeconômico.

Segundo Frank Barroso, coordenador do Núcleo de Planejamento de Transporte da Secretaria Municipal de Trânsito e Transportes – SETTRAN, oito pesquisadores (4 no noturno matutino e 4 no vespertino) estão abordando os ciclistas para coletar informações sobre as viagens feitas no cotidianas, registrando a origem e o destino da principal pedalada, a distância em quilômetros, o motivo e a frequência de uso da bicicleta na cidade.

             Frank informa que os pesquisados iniciaram o trabalho cedo, às 06 horas da manhã e ficarão até às 18 horas.  “Serão pesquisadas mais de 20 pontos em diversos bairros, principalmente onde foram registrados o maior fluxo de ciclistas na contagem classificada volumétrica, que registrou mais de 29 mil ciclistas nas ruas de Uberlândia”, relata Frank Barroso.Pesquisadora faz entrevista com ciclista na Av. Rondon Pacheco

             Nesta sexta-feira, os pontos de pesquisa serão: Avenida João Naves de Ávila com Av. João Mendes (próximo à UAI Pampulha) e viaduto da  Av. João Pessoa, próximo à Praça Jorge Cury, no bairro Roosevelt.

             PRIMEIRA FASE

             Na primeira fase da pesquisa para elaboração do Plano Diretor Cicloviário Integrado de Uberlândia foi feita a contagem classificada de ciclistas em 68  cruzamentos em diversos bairros de Uberlândia, totalizando  29.357 ciclistas. A contagem foi feita no horário de 06 às 18 horas.

             Segundo Frank Barroso, coordenador da Pesquisa, os dados são importante para indicar o fluxo dos ciclistas e onde é importante identificar os destinos para planejar infraestrutura cicloviária (ciclovias, ciclofaixas, ruas amigáveis com 30 km de velocidade, ciclorrotas, sinalização, paraciclos e bicicletários).

             As pesquisas e o Plano Diretor Cicloviário Integrado  são ações que integram o Programa Pedal Uberlândia, desenvolvido pela Prefeitura de Uberlândia em parceria com o Movimento Cidade Futura.

Compartilhe:

CIDADE FUTURA

Atua pelo meio ambiente, mobilidade urbana, acessibilidade e pela culturada bicicleta.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *